domingo, 30 de junho de 2013

Viagem a Nova Zelândia (Sul da Ilha sul, parte 3)

11/Abril/2011

Com o fim do intercâmbio começamos um tour de dez dias pelo sul da ilha sul da Nova Zelândia. Nos despedimos dos novos amigos e seguimos nosso rumo. Nosso motorista e guia foi o Derek.

video

Nossa primeira parada, foi na vinícola Oyster Bay. A vinícola esva no processo de produção e vimos os processos de prensagem, descarte do resíduo e o mosto indo para os tanques de aço inox.

video








Paramos para conhecer o lago Nelson, tiramos fotos com patinhos nadando nas suas águas glaciais e, enquanto isso, a Van encheu de mosquitos.


Almoçamos em um Hummingbird Coffee, a beira da estrada. Dai em diante paramos algumas vezes para fotografar rios e corredeiras. A parada que valeu mais a pena foi a da pancake rocks (panquecas), paisagem muito bonita e interessante (Paparoa National Park): são formações de pedras calcárias com erosões que lembram uma pilha de massa de panquecas.


Dormimos no hotel em Greymounth, o The Ashley Hotel.

12/Abril/2011

Tomamos um bom café da manhã, com frutas, pães, queijo e presunto, acompanhado de espumante para comemoramos os 12 anos do grupo solera.

Partimos para mais dia de viagem. Vimos mais alguns lagos como o Lago Lanthe.


Depois fomos para nos glaciares Franz Josef e Fox. Chegando lá, almoçamos e depois fomos para o passeio de helicóptero até a geleira. Antes do voo, uma amiga do grupo tropeçou na calçada e caiu em cima da máquina fotográfia, a máquina não estragou, mas ela trincou uma costela.


Fizemos o sobrevoo nos dois glaciares, Franz Josef e Fox. Em um deles descemos, tomamos uma garrafa de vinho tinto, brincamos na neve e batemos muitas fotos.  Foi um passeio muito legal, principalmente porque foi o primeiro voo de helicóptero de todos. Fomos em dois helicópteros ao mesmo tempo e assim todos estavam juntos no glaciar a 2.800 metros de autitude.


Depois o Derek nos levou a um lago, onde seria possível batermos fotos das montanhas espelhadas na água, a trilha foi longa, bonita, no meio de uma mata bonita e alta e com um caminho "pavimentado" muito organizado e limpo.


Depois paramos para ver o glaciar pelo lado de baixo. Andamos em uma trilha, tão organizada quanto a anterior de pedras com "pontes" de pedra para atravessarmos os córregos.


No caminho para o hotel, paramos para bater foto do mar e umas pedras, muito bonito, quando voltamos para o carro, estava cheio de mosquito, foi um desespero, todo mundo matando mosquitos.

Dormimos num hotel em Haast.

13/Abril/2011

Acordamos e tomamos café da manhã e pegamos a estrada.
Paramos algumas vezes para fotos de cachoeiras a beira da estrada, então vimos as marcas das mãos nos vidros, marcas de desesperados, matando mosquitos no dia anterior. Em uma das paradas para ver lago Wanaka, encontramos alguns ciclistas que já haviam percorrido 400 km, mas o detalhe é que todos tinham cabelos branco.

Paramos na fun house, cheia de ilusões de ótica.



Depois fomos para Alexandra e fomos direto para o hospital levar nossa amiga que tinha caido no inicio da tarde.

Fomos dar uma caminhada pela cidade e tomamos um chope preto e um chope vermelho.


Jantamos com o pessoal do FriendShip do clube de Alexandra. Eram umas 20 pessoas do clube de Alexandra. Conversamos sobre o Brasil e Florianópolis, então jantamos. Foi muito acolhedor.


Veja também:
Roteiro Nova Zelândia
Viagem à Nova Zelândia (Intercâmbio, parte 1)
Viagem à Nova Zelândia (Intercâmbio, Parte 2)
Viagem a Nova Zelândia (Sul da Ilha sul, parte 4)
Offtopic: Austrália