quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Vinhos da Toscana

Chianti na tradiocional Fiasco

Reunião nº 107

Dia: 07/03/2009

Tema: Vinhos da Toscana

Vinhos:
  • Cesani, Vernaccia di San Gimignano 13 % álcool, ano 2007, vinho branco seco DOCG. Azienda Agrícola Vincenzo Cesani, San Gimignano Itália. Casta: vernaccia. Já provado em 24/02/2007, na reunião 84, continuou agradando muitíssimo. Cor amarelo palha límpido, aromas intensos de flores e frutos. Muito agradável na boca com boa acidez e permanência. Combinou com o rondeli a quatro queijo e não fez feio com o al sugo. Foi o preferido de muitos na noite (nº314).
  • San Fabiano Calcinaia Chianti Classico 13,5% álcool, ano 2006, vinho tinto fino seco DOCG. San Fabiano Calcinaia SRL, Consórcio Gallo Nero, Castelllina in Chianti, Itália. Casta: Sangiovese. Límpido, cor púrpura, aroma agradável e elegante. Na boca, quando provado só, os taninos ainda muito agressivos mascaram as demais qualidades. Poderá ter ainda uns 2 anos de guarda. No entanto com o rondeli al sugo e o porpetone cresceu e combinou muito bem (nº409).
  • Bellosguardo Chianti 12,5 % álcool, ano 2007, vinho tinto fino seco DOCG. Cantine Bellosguardo s.n.c. Lastra a Signa, Itália. Casta: Sangiovese, Canaiolo Nero, Trebbiano Toscano, Malvasia Del Chianti, Colorino. Límpido, cor granada, aromas de pouca intensidade e permanência. Na boca agradável, fácil de gostar, mas sem muita personalidade. Com a comida “morreu”. Apresentado na “fiasco” tradicional garrafa empalhada dos Chianti (nº410).
  • Basciano, I Pini 13,5% álcool, ano 2005, vinho tinto seco: “Rosso dei colli della Toscana Centrale” IGT. Renzo Masi, Rufina, Itália. Casta: Cabernet Sauvignon, Merlot, e Syrah. Considerado um vinho Supertoscano, agradou muito, tanto quando provado só como com o acompanhamento da comida. A Carmen ficou arrepiada!!! Cor rubi, muito bom corpo com taninos presentes, mas não desagradáveis. Dividiu com o Vernaccia a preferência dos participantes (nº411).
Após a degustação foram servidos rondele ao molho de quatro queijos e ao molho de tomate com polpetone.
Polpetone e rondelli servidos após a degustação
Nota do Editor: O fiasco é a garrafa coberta com palha, de forma de bulbo e com o gargalo alongado. Já foi muito utilizada na região do Chianti mas defido aos elevados
custos de produção e a dificuldade de armazenamento está caindo em desuso.