quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Viagem para Bento gonçalves


Trip to Bento Gonçalves and wine taste course


10.06.2005 – Sexta-feira

Voamos de Florianópolis para Porto Alegre. Lá chegando tinha uma Van nos esperando para fazer o transfer para Bento Gonçalves . Fomos recebidos com uma cesta de piquenique na Van onde fizemos um lanche com direito à uma espumante. Na estrada para Bento Gonçalves no posto Chafariz II, comemos um “La minuta”, foi muita comida (2 bifes, dois ovos, batata frita, arroz, feijão e salada), por apenas R$ 6,00 (isso foi em 2005!). Foi uma maravilha. Foi um dos almoços que entrou para os nossos anais, muito bom e barato.

Antes de chegar à Bento Gonçalves passamos em Gramado. Lá fomos à fábrica de chocolate.
Tivemos tempo livre para passear no centro de Gramado.
Jantamos no Restaurante Belle du Valais, eleito como o “Melhor Suíço do Brasil”. Esqueceram de dizer que os preços eram salgados, também. O cardápio foi fondue, raclete, cordeiro, bacalhau, trutas. Estava tudo bem gostoso. Para comemorar nossa viagem começamos tomando duas garrafas de espumante (não lembro o nome). Os vinhos escolhidos pelo grupo foram os seguintes: Don Laurindo – Cabernet Savignon – safra 2002, Don Laurindo - Tannat – safra 2002, Altos las Hormigas – Malbec – safra 2002, Dall Pizzol –Pinot Noir – safra 2004 e Dall Pizzol- Cabernet Sauvignon- safra 2002. A conta foi salgada, mas uma coisa é certa, a comida estava uma delícia, o ambiente é fino e muito bonito. Os pratos, talheres, tudo impecável.


Depois seguimos para Bento Gonçalves e nos hospedamos no Hotel Dall`Onder Vitória.
11.06.2005 – Sábado
Neste dia fizemos um curso de degustação de vinhos e espumantes na casa Valduga. www.casavalduga.com.br
De manhã o curso foi voltado ao vinho tranquilo com o seguinte tema:
UM PASSEIO PELO MUNDO DO VINHO.
A programação foi:
  • Contexto da uva e vinho no Brasil e mundo
  • Serviço do vinho
  • Vinho e Saúde
  • Como avaliar o vinho nos parâmetros internacionais
  • As variedades de uvas e sua importância
  • Degustação: exame Visual, Olfativo – apresentação dos aromas característicos e Gustativo
  • Ficha internacional de avaliação de vinhos
  • Degustação de vinhos


Após a aula teórica foi a vez da prática com a degustação dos vinhos Malvasia (branco) - na temperatura ambiente, Malvasia (branco) – resfriado, Chardonay, Duo - Pinot Noir/Siraz – 2004, Merlot – 2000, Malbec, Cabernet Savignon -2002 – Premium


Almoçamos lá mesmo na Casa Valduga um cardápio com pratos típicos italianos (galeto, fortaia, costelinha de porco, muita massa, salada verde e sobremesa, quantas calorias!...) acompanhado de vinhos.



Após o almoço conhecemos as instalações da vinícola e fizemos o curso sobre vinhos espumantes e o tema foi: DESLUMBRANDO O MUNDO DAS BORBULHAS.
O programa:

  • Variedades de uvas que se destacam
  • Métodos de elaboração dos espumantes
  • Classificação dos espumantes com suas diferenças
  • Contexto do espumante no Brasil e no mundo
  • Serviço do espumante
  • Degustação: exame visual, exame olfativo – apresentação dos aromas característicos e exame gustativo
  • Como avaliar os espumantes no parâmetro internacional
  • Como fazer uma sabrage



Degustamos Chardonay e Pinot Noir – Estação Rose – 2002, Brut Tradicional – 2002, Chardonay (20%), Pinot (30%) e Merlot (50%) – Rouge 2002 e mais duas que não lembramos de anotar.


À noite tivemos uma janta especial na própria Casa Valduga. A janta aconteceu na adega que foi o local onde eram feitos os primeiros vinhos da família. Serviram uma taça de espumante de entrada. Em um dado momento, apagaram as luzes e entrou um grupo cantando músicas folclóricas dos colonos italianos, vestidos com roupas típica e cada um com um lampeão na mão. Após, acenderam as luzes e eles continuaram cantando e dançando. Foi servida a janta com um cardápio típico italiano, o mesmo do almoço, regado com vinhos da casa.



12.06.2005 – Domingo
Visitamos o Vale dos Vinhedos. Fomos na Casa da ovelha. Lá assistimos um vídeo sobre a empresa e depois fomos visitar o curral. Foi muito legal essa visita. Degustamos queijos e saímos todos com muitos queijos, iogurtes e geléias.

Visitamos também a casa da família Strapazoni, local onde foram filmadas algumas das cenas do filme “O Quatrilho”.

Almoçamos no Restaurante Dom Ziero da Vinícola Cordelier. Um almoço muito bom, onde foi servido cordeiro ao vinho. Para acompanhar bebemos vinhos Cabernet Sauvignon e Merlot.

Fomo também à vinícola Cave Amadeu, onde compramos 9 caixas de vinho espumante extra-brut (isso para ganharmos o frete do envio para Florianópolis) e depois fomos à Vinícola Don Laurindo onde compramos mais vinhos.