sábado, 17 de agosto de 2013

Reunião nº 131 - Vinhos de cepas autóctones

Reunião nº 131

Dia: 18/03/2011

Tema: Vinhos de cepas autóctones




Vinhos:

  • Gerovassiliou Malagousia 12,5 % álcool,safra ano 2009, vinho branco fino seco regional de Epanomi. Domaine Gerovassiliou Epanomi, Thessaloniki Grécia. Casta: Malagousia.  Fermentação em barricas de carvalho. Amarelo com tons verdes, bem equilibrado e fresco, boa acidez, retrogosto permanente e agradável. Bem perfumado. Agradou muito a todos. Uma boa surpresa. Com a comida a Ana Helena achou que ficou fraco perante a torta de siri e o bacalhau servidos (nº529);
  • Oremus Tokaji Dry Mandolás 13,5% álcool, ano 2007, vinho branco seco. Tokaji Oremus Ltda, do grupo Veja Sicilia, Hungria. Casta: Furmint e Harslevelu. Já experimentado na comemoração de 10 anos do grupo. Na ocasião foi escrito: " Maturação em barricas de carvalho durante vários meses. Diferente dos Tokaji mais conhecidos, que são vinhos de sobremesa, este vinho é seco. Cor amarelo palha, aromas florais, agradável na boca quando tomado só. Sua baixa acidez dá uma sensação de doce que não combinou muito bem com a ótima e rica Paella preparada pelo Jaime do Restaurante Ostradamus." Acho que a observação continua valendo se trocarmos a paella pela torta de siri e o bacalhau (nº415);
  • Mastroberardino Greco di Tufo  12,5% álcool, ano 2008, vinho branco fino seco DOCG Greco di Tufo. Mastroberardino Atripalda Itália.Castas: Greco Di Tufo. Amarelo palha, aroma florais e cítricos bom corpo. Suenon achou que o retrogosto dá uma sensação de doce desagradável. Os demais acharam que combinou com os pratos servidos  (nº530);
  • M. Chapoutier  Mirabel Viognier de L'Ardeche  13,5% álcool, ano 2009, vinho branco fino seco. M. Chapoutier Tain França.Castas: Viognier. Amarelo palha, aroma florais e minerais. Gosto com final amargo. Não agradou e nem combinou com as comidas (nº531);
  • Callia Magna Viognier  13% álcool, ano 2009, vinho branco fino seco. Bodegas Callia San Juan Argentina.Castas: Viognier. Amarelo palha, aroma florais. Pouco comentado, agradou mais que o Viognier francês (nº532); 
  • Pisoni Vino Santo  12,5% álcool, ano 1998, vinho branco doce DOC Vino Santo Trentino. Azienda Agricola Pisoni, Pergolese di Lasino TN Itália.Castas: Nosiola. Dourado, aromas de frutas secas e compotas. permanência longa e agradável. Servido com bolo de banana  e frutas secas, combinou perfeitamente  Trazido da Itália  (nº533).