segunda-feira, 17 de julho de 2017

Reunião nº 197 - Vinhos com a uva Garnacha

Reunião nº 197


Dia: 16/06/2017


Tema: Vinhos com a uva Garnacha



Vinhos:

  • Marquéz de Aldaz , 13,5% álcool, ano 2014, vinho tinto fino de mesa seco DO Navarra. Olite, Navarra, Espanha. Casta: 35% Tempranillo, 30% Merlot, 35% Garnacha fermentados em aço inox sem passagem por madeira . Límpido, translúcido, rubi com reflexos violeta. Vinho jovem frutado,  aromas de palha seca, macio, boa acidez, baixos taninos. Sem muita complexidade, mas muito agradável, com excelente relação  custo/benefício. Combinou com o prato de bacalhau, camarões e batatas servido (832);
  • Almodi, 14% álcool, ano 2010, vinho tinto fino seco DO Terra Alta. Altavins Viticultors SL, Batea, Espanha. Castas: 40% Garnacha Negra, 40% Samsó e 20% Syrah com 4 meses de passagem em barrica. Cor rubi de intensidade média, aromas minerais (petróleo) e químicos (fumaça, remédio), não muito agradáveis no primeiro contato. No fundo de copo aromas de frutas em calda. Apresentou borra no fundo da garrafa. Na boca mais complexo e encorpado que o anterior com um retrogosto peculiar levemente amargo que não agradou alguns dos participantes. Para a comida foi um pouco excessivo (833);
  • Tempus, 14% álcool, ano 2006 vinho tinto fino seco DO Terra Alta. Altavins Viticultors SL, Batea, Espanha. Castas: 30% Garnacha Negra, 30% Syrah, 13% Cabernet Sauvignon, 5% Merlot, 15% Cariñena e 7% Tepranillo com passagem entre 6 e 8 meses em carvalho francês e americano. Cor rubi escuro, complexo, corpo médio, enche bem a boca e deixa um retrogosto muito agradável. Foi o preferido por todos na degustação. Um pouco excessivo para a comida servida (834).
Foram servidos dois pratos de bacalhau com camarão, um com batata inglesa e outro com batata aipo (batata baroa ou mandioquinha) e sagu invertido.