terça-feira, 18 de outubro de 2016

Reunião de vinhos da Herdade do Mouchão

O grupo solerafloripa participou, no dia 28/09/2016, de um Jantar/Degustação  de vinhos da Herdade do Mouchão promovida pela Adega Alentejana no Artusi Restaurante.


O grupo visitou a Herdade do Mouchão em nossa Viagem para Portugal em 2006.

Os vinhos degustados foram:
  • Dom Rafael Branco, 2015, 13,5%, Castas: Arinto e Antão Vaz.
    Cor: Citrina. Aroma: Jovem e frutado, com notas de frutos tropicais maduros e alguns cítricos. Prova: Macio, com algum acídulo, que desperta as suas características frutadas e confere uma persistência agradável e harmoniosa. Observações: O nome Dom Rafael é uma homenagem a Raphael Reynolds. Nascido em 1868, foi um homem culto (falava fluentemente português, inglês, alemão e francês), criativo, dotado de um senso de humor incomparável e músico (fundou a banda de música de Estremoz, uma pequena cidade a 25 km da Herdade do Mouchão). Raphael Reynolds participou das primeiras vinhas do Mouchão e a família Reynolds até hoje é proprietária desta emblemática fazenda no Alentejo.
  • Dom Rafael Tinto, 2012, 14,5%, Casta: Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet. Cor: Granada profundo com tons violáceos. Aroma: Intenso de ameixas e amoras silvestres (a lembrar Compotas), com notas de menta e da madeira onde estagiou. Prova: Macio, com algum acídulo, apresenta notas de frutos vermelhos, uma forte estrutura alicerçada em harmoniosos taninos da casta da madeira, que conferem persistência à degustação. Observações: Este vinho foi pisado a pé nos tradicionais lagares da herdade do Mouchão. Após a fermentação, o vinho estagia 6 meses em tonéis de madeira de grandes dimensões e barricas novas de carvalho francês e americano.
  • Mouchão Tinto, 2010, 14%, Casta: Trincadeira e Alicante Bouschet. Cor: Gramada profundo. Aroma: Complexo e fino, de compotas de frutos vermelhos e especiarias, com notas do estágio prolongado em tonéis de carvalho e madeiras exóticas. Prova: Macio, com algum acídulo e uma marcante estrutura, onde se revela toda a complexidade entre as características varietais e a maturação do vinho. Potentes taninos, embora suaves à degustação, permitem um vinho bem equilibrado e de forte persistência.
  • Mouchão Licoroso Tinto, 2009, 19,5%, Cor: Granada intenso e concentrado Aroma: Extremamente atrativo no aroma, carregado de notas de ameixa, compotas e especiarias. Prova: Profundo e elegante na boca, apresenta uma frescura intensa, macio, redondo, final persistente e longo. Premiações: 93 Pontos - Robert Parker. Observações: É um vinho licoroso produzido com base na uva Alicante Bouschet. Após a fermentação, estagia 4 anos em piporões (tonéis de carvalho português velho com capacidade de 1.000 litros). Este vinho tem uma boa capacidade de envelhecimento. 
A Adega Alentejana é representada em Florianópolis por Porto vinhos de José Luis da Silva (0**48.9105.9014/0**48.3033.1400), joseluis@portovinhos.com.br.

Para a Janta foram servidos de entrada pães artesanais feitos no próprio Artusi, patê de linguiça Blumenau, patê de queijo gorgonzola e queijo mascarpone. Também foi servido insalata di polvo (polvo macio, cubos de batata baroa, cenoura, maionese mediterrânea e azeite de manjericão).

Entrada de polvo
Para o prato principal, as opções eram gnocchi de batata, mignon e cogumelos frescos ou risoto de bacalhau mantecato.






E de sobremesa um semifredo de doce de leite e ganache de licor Amarula.


semifredo de doce de leite e ganache de licor Amarula