sábado, 6 de outubro de 2012

Aniversário de 10 anos

Reunião nº 108

Dia: 17/04/2009

Tema: Aniversário de 10 anos do grupo

Vinhos:
  • Casa Lapostolle Clos Apalta 15 % álcool, ano 2005, vinho tinto fino seco. Casa Lapostolle S.A., Santa Cruz Colchaga Valley, Chile. Castas: Carmenère e Merlot(84%) e Cabernet Sauvignon(16%). Elaborado a partir de vinhas com 60 anos sem irrigação, vinificado em cubas de carvalho francês e maturado por 20 meses em barricas de carvalho francês, tem pontuação 96 do Robert Parker, foi o vinho eleito para o brinde da comemoração dos 10 anos do grupo. Cor púrpura/rubi escuro, límpido, aromas intensos e complexos no início frutas vermelhas e depois compotas, frutas secas permanecendo durante todo o jantar. Muito agradável, bem encorpado, enche bem a boca com permanência fantástica. Elegante com taninos presentes, mas muito equilibrados. Acidez perfeita (nº412).
  • Herdade do Mouchão Tonel 3-4 14,5% álcool, ano 2003, vinho tinto fino seco Regional Alentejano. Vinhos da Cava Dourada S.A., Herdade do Mouchão, Casa Branca Portugal. Casta: tradicionais alentejanas. Límpido, cor rubi, o aroma demorou a abrir, mas revelou-se muito agradável, complexo e persistente. Na boca, tem um certo toque rústico, porem com personalidade e retrogosto muito agradável. Tem características diferentes do anterior, mas é difícil dizer qual o preferido. Justifica a fama que tem. (nº413).
  • Sumarroca Reserva, 11,5 % álcool, ano 2005, vinho branco espumante brut, Cava elaborado pelo método tradicional. Bodegas Sumarroca S.L., Subirats, Barcelona Espanha. Casta: Parellada(42%), Xarello(24%), Macabeo(27%) e Chardonnay(7%). Límpido, cor amarelo palha com reflexos verdes, perlage fina, abundante e com alta permanência, aromas agradáveis. Na boca agradável, boa acidez, combinou muito bem com as entradas de ostras com alho e gratinada bem como com a endívia com camarão (nº414).
  • Oremus Tokaji Dry Mandolás 14,2% álcool, ano 2006, vinho branco seco. Tokaji Oremus Ltda, do grupo Veja Sicilia, Hungria. Casta: Fumint e Harslevelu. Maturação em barricas de carvalho durante vários meses. Diferente dos Tokaji mais conhecidos, que são vinhos de sobremesa, este vinho é seco. Cor amarelo palha, aromas florais, agradável na boca quando tomado só. Sua baixa acidez dá uma sensação de doce que não combinou muito bem com a ótima e rica Paella preparada pelo Jaime do Restaurante Ostradamus (nº415).
  • M. Chapoutier Belleruche Cote Du Rhone 14% álcool, ano 2006, vinho tinto fino seco AOC Cote Du Rhône. M. Chapoutier Tain França. Casta: Grenache(80%) e Syrah(20%). Sem passagem por madeira. Límpido, cor púrpura, aroma agradável. Na boca, acho que ficou prejudicado quando em comparação com os fantásticos tintos que provamos antes do jantar. Acho que merece uma prova sem uma concorrência tão forte (nº416).
  • Ramos Pinto Porto 20 anos Quinta do Bom Retiro 19,5% álcool, vinho fortificado tinto doce DOC Vinho do Porto. Adriano Ramos Pinto, Vila Nova de Gaia, Portugal. Casta: típicas do Douro. Límpido, cor âmbar/dourado, aroma potente complexo muito agradável e elegante frutas secas, compotas caldas etc. Na boca, potente, uma explosão de gostos. Acompanhou a sobremesa dos docinhos e bolo da Amábile preparados e decorados especialmente para a ocasião. Foi oferta do casal anfitrião que o trouxe em mãos de Portugal. (nº417).